DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT Departamentos >
FCT: Departamento de Ciências e Engenharia do Ambiente >
FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/2396

Título: Gestão ambiental em centros de saúde no distrito de Lisboa
Autor: Mendes, Nuno Miguel Beirão
Orientador: Melo, João Joanaz de
Issue Date: 2009
Editora: FCT - UNL
Resumo: O controlo dos impactes no ambiente por parte de uma organização, seja ela uma entidade pública ou privada, tem vindo a ser alvo de uma preocupação crescente. Assim, estas entidades fazem um esforço para atingir e demonstrar, à população em geral, um desempenho ambiental sólido, desenvolvendo políticas, objectivos e metas ambientais. Este trabalho teve como objectivos principais a realização de um levantamento ambiental, a análise das conformidades com a legislação, a avaliação do desempenho ambiental, a avaliação da distância à certificação ambiental e a apresentação de recomendações e propostas de melhoria ao Centro de Saúde da Reboleira – extensão Damaia. Além da intenção de contribuir para a melhoria do desempenho ambiental deste centro de saúde, tem também como objectivo a investigação da aplicabilidade do método utilizado a outros centros de saúde do distrito de Lisboa. Foram identificadas possíveis margens de melhoria, seja ao nível de medidas ambientais específicas, seja ao nível organizacional, como por exemplo a implementação de um Sistema de Gestão Ambiental (SGA). Os resultados obtidos permitiram a observação de que a implementação do SGA, com todos os custos e esforços a ela associados, será decerto uma aposta acertada, pois além de permitir uma mais fácil certificação e melhoria a nível ambiental, permitirá também alguma poupança, quer em termos de recursos naturais quer ao nível económico, o que decerto merece interesse por parte do CSD. Conclui-se também que, apesar de existir alguma distância à certificação pela norma ISO 14001 e ao EMAS, é possível e relativamente fácil o cumprimento dos requisitos ambientais necessários à certificação, desde que haja algum esforço por parte do CSD. Verifica-se também, através da análise das respostas ao inquérito, que há ainda um grande esforço a ser feito, por parte de alguns dos CS, para a melhoria dos seus desempenhos ambientais. Alguns fazem já um certo esforço, realizado no sentido de reduzir o seu próprio impacto no ambiente, apesar de ainda lhes faltar um pouco mais de empenho nesse sentido. Concluiu-se que a ARSLVT, além de adoptar medidas no CSD, também deveria adoptar medidas nos centros de saúde da sua tutela, no sentido de uma futura certificação ambiental por parte dos mesmos, uma vez que a tentativa de implementação dessas medidas traria consequentes benefícios, quer ambientais quer para a própria instituição, pouparia provavelmente bastante em termos económicos e teria muito a ganhar com uma melhoria das condições de trabalho dos seus colaboradores e também no atendimento dos seus utentes
Descrição: Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para a obtenção do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, perfil de Gestão e Sistemas Ambientais
URI: http://hdl.handle.net/10362/2396
Appears in Collections:FCT: DCEA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Mendes_2009.pdf3,44 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE