DSpace UNL

RUN >
Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) >
FCT R&D Units >
FCT: Unidade de Investigação Educação e Desenvolvimento >
FCT: UIED - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10362/1009

Title: Os processos de autonomia e descentralização à luz das teorias de regulação social
Other Titles: O caso das políticas públicas de educação em Portugal
Authors: Castro Ramos, Maria Conceição
Advisor: Ambrósio, Teresa
Keywords: Políticas educativas
Processos de autonomia e descentralização
Regulação social
Participação social
Concertação educativa
Modernização reflexiva
Intencionalidade política dos actores
Issue Date: 2001
Publisher: Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa
Abstract: Como se opera a regulação dos Sistemas Educativos nas sociedades contemporâneas, no quadro das democracias avançadas, face a uma pesada herança dos modelos burocráticos de organização e administração e à prática secular de regulação administrativa? Para tentar trazer alguns esclarecimentos novos a esta questão que hoje se coloca com pertinência à governabilidade das políticas sociais, procura-se analisar o caso português das políticas públicas de Educação, à luz das teorias de regulação social. Este objectivo tornou necessária várias abordagens dos processos de autonomia e de desconcentração/descentralização à escala do espaço nacional e regional autónomo. A abordagem histórico-administrativa permitiu caracterizar o modelo tradicional e identificar os traços dominantes da regulação orgânica e funcional dos modelos dogmáticos weberianos. A leitura crítica da inovação e mudança, à luz das macro teorias de mudança social, bem como das correntes de pensamento da ciência política, das ciências da educação e da administração e gestão tornaram possível apreender a emergência de um quadro dinâmico de regulação das políticas educativas. A análise da intencionalidade política de actores políticos confirmou a configuração de um modelo que admite a participação social como instrumento de regulação. O tratamento interactivo do conjunto de dados obtidos pela análise documental e pelo inquérito por entrevista, permitiu identificar como mudanças significativas novas ordens locais, processos de concertação educativa em instâncias de mediação autárquica e de regulação extra-escolar e a constituição de dois subsistemas de regulação autónoma regional. Considera-se que a presença da tendência pesada do modelo tradicional, que a investigação igualmente mostrou, reforça a importância das abordagens pluridisciplinares para a compreensão das continuidades e rupturas dos modelos de regulação da Administração da Educação.
Description: Tese de Doutoramento em Ciências da Educação, área de Educação e Desenvolvimento
URI: http://hdl.handle.net/10362/1009
Appears in Collections:FCT: UIED - Teses de Doutoramento
FCT: DCSA - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Castro Ramos_2001.pdf5.85 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
View Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Universidade Nova de Lisboa  - Statistics  - Feedback
Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE